Verbas da Saúde - Rastreamento das destinações das verbas públicas para a saúde
Em breve

R$ 3,7 BILHÕES PARA OSS

R$ 3,7 BILHÕES PARA OSS
Nesta semana, o Governo de São Paulo aditou (alterou) contratos e convênios no valor de R$ 3,7 bilhões, com 29 Organizações Sociais de Saúde (OSS) administradoras de hospitais que prestam atendimentos pelo SUS, em todo o Estado.

Nesta semana, o Governo de São Paulo aditou (alterou) contratos e convênios no valor de R$ 3,7 bilhões, com 29 Organizações Sociais de Saúde (OSS) administradoras de hospitais que prestam atendimentos pelo SUS, em todo o Estado. Os aditamentos determinam os novos valores de repasses que cada OSS irá receber para a operacionalização da gestão e execução das atividades e serviços de saúde. Metade destes R$ 3,7 bilhões será destinada para quatro Organizações Sociais: - Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM) – 26% - Centro de Estudos e Pesquisa Dr. João Amorim (CEJAM) - 9% - Serviço Social da Construção Civil do Estado de São Paulo (Seconci) - 8% - Instituto Sócrates Guanaes (ISG) - 8% No segundo semestre do ano passado, Organizações Sociais de Saúde foram alvo da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Quarteirização da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp). O relatório final apontou irregularidades na contratação de OSS e indicou suspeitas de desvio de dinheiro público e possíveis fraudes trabalhistas, fiscais e previdenciárias. Os aditamentos acontecem na mesma semana em que o Governo do Estado publicou uma Resolução com medidas de restrição orçamentária para o setor de saúde, neste ano. A determinação reduz em 12% os repasses a hospitais filantrópicos e em 7% às Organizações Sociais de Saúde. Para as entidades filantrópicas, a redução representa perda de cerca de R$ 80 milhões ao ano para as 180 instituições do Estado, responsáveis por mais de 50% do atendimento do SUS, especialmente no interior.


08/Jan/21 - Acao Comunicativa
Facebook icon LinkedIn icon Twitter icon
Plataforma para acompanhar as destinações das verbas públicas para a saúde